Como reagir contra violação de direito fundamental dos recém nascidos, ainda na maternidade?‏

07/04/2015

Recebida a confirmação da gravidez, o que mais desejamos é que tudo corra bem e que, ao final da gestação, possamos trazer ao mundo um bebê cheio de saúde (pelo menos pra mim, à espera do meu segundo filho, esse é o maior dos anseios).

 

Contudo, nem sempre o esperado acontece e, em alguns casos, o recém-nascido precisa de cuidados médicos intensivos imediatos, o que pode derivar de “n” causas (prematuridade, doenças congênitas, intercorrências durante o trabalho de parto, enfim …).

 

Postado por: Flávia Mundim | 0 comentários | Continue lendo >

Audiência Pública sobre violência obstétrica

22/04/2014

Importantíssimo divulgarmos!

 

audiência pública violência obstétrica

 

Quanto mais falarmos abertamente sobre a violência obstétrica, principalmente levando a questão a debate em espaços dialéticos públicos, menos tolerância haverá com a prática dessa brutalidade contra a mulher, no momento que é (ou deveria ser) o mais sublime de sua vida!

 

Divulgue e, se possível, participe da audiência pública realizada pela Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados, em Brasília, no dia 07.05.2014.

 

O Maternidade Legal parabeniza a ONG Artemis, pela belíssima luta!!!

Postado por: Flávia Mundim | 0 comentários | Continue lendo >

Relembrando…

20/02/2014

CSC_0045

Revivendo momentos… A primeira mamada do B, imediatamente após seu nascimento. Mais que um direito (da mãe e do bebê), é altamente recomendado que o RN seja amamentado na primeira hora após o parto! O ato reduz a mortalidade neonatal, nutre, protege, estimula e fortalece o vínculo entre mãe e filho. Portanto, mamãe – a não ser que haja intercorrência médica que impossibilite esse momento tão sublime – não deixem que te impeçam de oferecer leite materno ao seu filhote tão logo ele nasça

Postado por: Flávia Mundim | 0 comentários | Continue lendo >
Maternidade Legal . Todos os direitos reservados. 2014.